Fragmentos do conto: Desencontros Lua Nova

10 jun

“O tempo adormece os pensamentos e como num sonho, em flashes, a mémoria vai os recobrando…”
“As dores do passado adormecem aos poucos e no fim tornam-se leves e doces lembranças, iguais aos sonhos bons…”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: