Capítulo Final de DOM CASMURRO.

31 jul

E Bem, e o Resto?
Agora, por que é que nenhuma dessas caprichosas me fez esquecer a primeira amada do meu coração? Talvez porque nenhuma tinha os olhos de ressaca, nem os de cigana oblíqua e dissimulada.

O resto é saber se a Capitu da praia da Glória já estava dentro da de Matacavalos, ou se foi mudada naquela por efeito de algum caso incidente.
                                                                                                                    Dom Casmurro, p.271.


Sempre fica a pergunta se Capitu traiu ou não Bento. Isto pouco importa numa obra que deixa ao leitor uma sensação de voltar ao início. As suspeitas em relação à Capitu começam a surgir já na primeira parte com as referências feitas por José Dias. Seu discurso apimentando o pensamento de Bentinho que até então não alimentava tal sentimento.


A obra adaptada para a telona deixa claro aos espectadores o equívoco cometido por Bento. Por isso, penso que a leitura antecede a tela de cinema em que o narrador consegue confundir o leitor e o faça pensar descobrindo assim, várias possibilidades.

Anúncios

3 Respostas to “Capítulo Final de DOM CASMURRO.”

  1. Laryssa França 14 de novembro de 2010 às 12:38 am #

    É incrível essa sua paixão por essa literatura. Perdi a conta de quantas vezes você já leu este livro… Acho maravilhoso isso!

  2. JORGE VIDAL 3 de setembro de 2011 às 10:14 pm #

    Não estou de forma alguma criticando o conteúdo do seu Blog ─ que entendo ser um trabalho do que se diz da obra Dom Casmurro. Entretanto, estou sim (usando este seu Blog como veículo, e me perdoe por isto) dizendo da minha grande tristeza em contatar que a maioria dos leitores de Dom Casmurro tem reduzido a obra à indevida obliqüidade e ao falso adultério de Capitu; também outras coisas do contemporâneo da obra que decididamente não cabe nela; diferentemente, esses dois pontos (da primeira ponderação) são elementos de intencional contradição para pegar e brincar com acadêmicos e muitos leigos como eu, que as entendi plenamente, e em nenhum momento caí nessas e em outras peraltices da genialidade de Machado, e pelo contrário, as reproduzo no trabalho citado. Senão, você e seus leitores visitem os meus Blogs sobre o assunto: REAL EVOLUÇÃO DA FEITURA DA OBRA DOM CASMURRO ─ http://www.verdadedomcasmurro.blogspot.com e constatem o que tenho ponderado neste pequeno comentário. Também o Blog SÓCRATES VERSUS PLATÃO VERSUS MACHADO ─ http://www.socratesplataomachado.blogspot.com .
    Atenciosamente JORGE VIDAL

  3. pingoseletras 1 de julho de 2014 às 8:43 pm #

    Olá Jorge!
    Sim, é assustador a confusão feita em torno do “caso” Capitu, mas isso na verdade parece causar ainda mais frisson nesta magnífica obra.
    Grata por teu comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: