Conto de verão

22 jan

O sol escaldante não a incomoda. Passa os olhos como uma pantera vigiando os corpos que passam ao sem redor. Pessoas falam sem parar e a fazem desconcentrar-se da leitura que carrega sempre a tira-colo. De repente surge Miguel. Em princípio, pouco interessante, mas muito falante e suficiente. Marta o observa e logo se interessa pelo assunto. Miguel garanhão, percebe seu olhar. Nada comenta com os amigos e joga conversa fora: ” Mulher bonita não tem cor, religião ou idade. Não dispenso. As sufoco com meus beijos e elas pedem mais…”
Marta fecha o livro. Olha para ele de lado e pergunta com uma voz sensual: “Pode dá uma olhadinha em minhas coisas enquanto vou à água? – Incrédulo Miguel diz aos amigos que ela é uma sereia. O quê que é aquela mulher provocante?! Olho tudo dela, mas quero mesmo é tocar. Enlouquecido corre em sua direção. Marta se faz de desentendida e o ignora. Sai da água e suas curvas deixam Miguel ali parado feito um bobão. Suas pernas tremem e não sabe bem o que dizer e a fama de pegador cai por terra.
Marta finge o procurar para agradecer e dá uma piscadinha aos seus amigos. Agradeçam ao seu amigo por tomar conta de minhas coisas, ok meninos?
Miguel corre e diz: “Desculpa, mas é que eu só queria te conhecer. Você é linda! Você tem compromisso esta noite?
– Sim, vou sair com um cara pouco interessante que não perdoa cor, religião ou idade…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: