O Canto das Gaivotas

22 jan
Voam pensamentos antigos
Que acompanham o novo envolvimento

Aquele que um dia fora incerto
Onde as lágrimas faziam continência
E aprisionavam-se no peito amargurado

Fases esquecidas, já empoeiradas, arquivadas
Totalmente mortas, ressuscitam para concretizar
Mais uma artimanha do destino

O peito fizera eco de contestação com essa declaração
Aprovando um voo no alto dos acontecimentos
E os comparando com o que foi visto tempos atrás


Tempos sem você…
Num acaso que nos envolve o ser
Viajamos num êxtase mental e corporal
Esquecidos do mundo da realidade

E os sons transmitidos tornam-se cantos,
Encantos, cantos, cantos; o canto das gaivotas.oam pensamentos antigos
Que acompanham o novo envolvimento

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: