Ó POESIA!

13 abr

Eu sou teu leito

De dor e melancolia

Regado de tuas noites sombrias.

Às vezes, pareço com o teu dia,

fantasia

Conheço tua face quando ainda

Não caberiam os vultos de pensamentos

Que te traz alegria.

Aqueles que guardas lá no fundo,

Bem fundo, soltando os”eus”

Que te consumiam.

E soltas por vez, prende outra vez

E de quando em quando

Vai te levando pro fundo do breu.

Ó pensamento solte de vez

Por que sou pedra bruta,

Sou teu “eu”

Te dominando outra vez.

Ó poesia és tu quem me fez

Sou teu pensamento,

Te espero de vez

Sem essa estupidez.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: