Tag Archives: Drummond1

Amar – Drummond

22 jan

 

Que pode uma criatura senão, entre criaturas, amar?
amar e esquecer,
amar e malamar,
amar, desamar, amar?
sempre, e até de olhos vidrados, amar?

Que pode, pergunto, o ser amoroso, sozinho, em rotação universal,
senão rodar também, e amar?
amar o que o mar traz à praia,

o que ele sepulta, e o que na brisa marinha, é sal, ou precisão de amor,
ou simples ânsia?

(…)
Amar a nossa falta mesma de amor, e na secura nossa
amar a água implícita, e o beijo tácido, e a sede infinita.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: